O novo cartão postal da região noroeste

Centro de Eventos precisa estar pronto para o Congresso Técnico da Fifa, em 2014

A Folha Noroeste teve acesso a informações sobre o andamento do projeto do maior centro de eventos do mundo, que deve ser construído na região. Recentemente foi realizada com um avião a análise topográfica da área. Um dos problemas identificados por engenheiros é a grande quantidade de minas d’água. A construtora Odebrecht não está cobrando nada pelo pré-projeto. Segundo o Prefeito Gilberto Kassab, Pirituba vai recepcionar a primeira reunião da Fifa antes da abertura da Copa do Mundo de 2014. Até julho devem ser apresentados os investidores. A Escola de Formação de Soldados, na Chácara Paraíso, inaugurada com 120 alunos em 12 de junho de 1984, está com os dias contados. O comando da Polícia Militar já recebeu ordens para localizar outra área que possa abrigar a academia. Uma das possibilidades é o Parque Villas Boas, na Marginal do Rio Tiete, o mesmo acontecendo com a Fundação Casa, antiga Febem. Essa nova sede será construída pela própria construtora Odebrecht. A Avenida Dr. Felipe Pinel, que interliga Pirituba e Jaraguá, não existirá mais. Em seu lugar serão feitos desvios com alças de acesso para o novo empreendimento. A estação Vila Clarisse da CPTM vai dar lugar a uma moderna estação com grande infraestrutura para receber os moradores da região e os usuários do Centro de Eventos. A velha estação será tombada. O Jornal Folha Noroeste, em contato com a diretoria da Cia City, proprietária da maior área envolvida no projeto, está ciente da desapropriação, mas alega que jamais receberam uma notificação que falasse sobre o projeto. A situação do Clube Campestre Jaraguá segue indefinida, mas pelas imagens do projeto e pelas informações colhidas, existe uma grande possibilidade de desapropriação da área.

Mais uma vez a Folha Noroeste buscou informações sobre as obras do Centro de Eventos com o Secretário Municipal do Desenvolvimento Econômico e do Trabalho, Marcos Cintra. Em entrevista exclusiva, ele destaca a atual fase do projeto.

Publicada em: 01/04/2011

Folha Noroeste: Em que pé estão as negociações para a apresentação do projeto do Centro de Eventos em Pirituba? Já existe o projeto?
Marcos Cintra: Existe uma Portaria da Secretaria de Infra-Estrutura Urbana e Obras de número 022/SIURB/2009 solicitando a manifestação de interesse de pessoas jurídicas para a apresentação de projetos e estudos para a construção, operação e manutenção do centro de feiras e eventos na região de Pirituba em área já declarada de utilidade pública através do Decreto 49132/08. A empresa Construtora Norberto Odebrecht foi uma das que se postulou para o desenvolvimento do projeto entregue no final do ano passado. Função de várias questões técnicas e jurídicas este projeto sofreu diversas revisões e sua última versão foi apresentada no final de fevereiro. O projeto foi divulgado na última segunda feira na São Paulo Turismo para diversos promotores de feiras e os representantes da UBRAFE, União Brasileira dos Promotores de Feiras, para que os futuros usuários tenham a possibilidade de opinar sobre os novos pavilhões. O Projeto Básico estará pronto no final de junho para as consultas públicas pertinentes.

Folha Noroeste: Os investidores já estão definidos? Já foram apresentadas garantias para a obra?
Marcos Cintra: A própria Construtora Norberto Odebrecht pela manifestação de interesse é uma das investidoras e empresários de Hotéis e Shoppings Centers vem mostrando vontade em participar, inclusive alguns grupos internacionais. Toda a estruturação financeira e de garantias vai depender do avanço do projeto e de suas necessidades de investimento.

Folha Noroeste: Na última entrevista o sr. Vinculou a viabilidade do projeto apenas com a participação maciça da iniciativa privada. Caso haja necessidade, a Prefeitura pode entrar bancando parte dos recursos?
Marcos Cintra: Não existe no mundo Centro de Convenções e de Exposição privados, todos tem uma estrutura societária mista com participação pública, mesmo porque o grande retorno não vem do negócio e sim indiretamente para os cofres públicos através dos serviços e impostos. Portanto em principio se está imaginando uma Participação Pública Privada (PPP).

Folha Noroeste: Já foram feitas as negociações com a Cia City, proprietária da maior parte do terreno?
Marcos Cintra: A Declaração de Utilidade Pública 49132/08 contempla toda a área do terreno e DESAP, Departamento de Desapropriações, está fazendo a avaliação de todos as áreas e imóveis para as respectivas desapropriações.

Folha Noroeste: Como ficou definida a situação do Clube Campestre Jaraguá, área cuidada e bancada por sócios?

Marcos Cintra: A situação do Clube Campestre Jaraguá dependerá das fases do projeto e das avaliações de DESAP.

Folha Noroeste: O que falta para o projeto decolar?
Marcos Cintra: O projeto já decolou e julho será publicado o Edital de Licitação Pública para os postulantes à realização do negócio.

Folha Noroeste: O Sr. teme pela inviabilidade financeira?
Marcos Cintra: Por ser um projeto modular e multiuso se buscará uma viabilidade financeira para sua realização.

Folha Noroeste: Caso a obra não vá adiante, a prefeitura teme por um prejuízo político?
Marcos Cintra: Antes da realização da licitação pública é prematuro especular sobre o ritmo do projeto.

Colaboração: GA – Caramelo Imóveis.

A IMOBILIÁRIA CARAMELO LTDA., é uma empresa familiar, onde o proprietário atua no seguimento imobiliário a mais de 25 anos em toda a região Noroeste, na qual tenho plena satisfação em contribuir com o sucesso do negócio e atender os nossos clientes e amigos. confira em: www.ga-imoveisonline.com.br